Engenharia – Engenharia Metalúrgica

Bacharelado

É a área que cuida dos recursos necessários à produção industrial. Esse profissional é o típico engenheiro de chão de fábrica, que acompanha de perto a implantação e a manutenção da infraestrutura industrial, como redes de água e de gás, pontes e esteiras rolantes. Ele organiza e administra as instalações industriais, desde a chegada da matéria-prima à fábrica até o controle de qualidade do produto final, seguindo o cronograma estabelecido. Esse é o especialista encarregado de fazer a ligação entre o engenheiro responsável pelo projeto de máquinas e o engenheiro de produção, que cuida da organização do trabalho. O profissional de engenharia industrial analisa custos, gerencia a mão de obra e administra o uso de equipamentos e matérias-primas. Ele pode se dedicar a diversos ramos das engenharias, como mecânica, madeireira ou química.

O mercado de trabalho

Em razão de ser um profissional generalista, o engenheiro industrial pode trabalhar nos setores petrolífero, cosmético, farmacêutico, de tecnologia e de autopeças, entre outros. As empresas costumam requisitar o engenheiro industrial para trabalhar na área de projetos e nas novas linhas de produção. Também existe boa possibilidade de demanda nos setores de telecomunicações e de geração de energia. A construção de uma base da Petrobras em Itajaí, no estado de Santa Catarina, aumenta a expectativa de emprego naquele mercado. A previsão é de que até 2017 a empresa esteja funcionando plenamente. “Toda a construção e os reparos dos equipamentos de prospecção da nova base serão feitos na cidade de Itajaí, abrindo possibilidades fantásticas de trabalho. E, com a vinda da Petrobras, outras empresas do setor também devem se instalar por aqui nos próximos anos”, afirma Roberto Barddal, coordenador do curso da Univali. Nas regiões Sudeste e Nordeste, a maior procura por esse profissional vem da indústria automobilística. Já a Região Centro-Oeste conta com indústrias especializadas em máquinas para agricultura, com oportunidades para profissionais especializados nesse setor.

Salário inicial: R$ 3.060,00 (6 horas diárias; fonte: Crea-SP).

O curso

Preste atenção antes mesmo de se inscrever no vestibular, pois o curso de Engenharia Industrial oferece as seguintes habilitações: mecânica, madeireira e química. As disciplinas do ciclo básico (álgebra, física, química, cálculo e informática) concentram-se nos dois primeiros anos e são quase as mesmas em todas as habilitações. O curso dá boa base na área gerencial, com matérias como economia, administração, empreendedorismo e psicologia aplicada ao trabalho. As disciplinas profissionalizantes, ministradas a partir do terceiro ano, variam dependendo da habilitação escolhida. Cerca de metade da carga horária se dá em laboratório. O estágio e um trabalho de conclusão de curso são obrigatórios para tirar o diploma.

Duração média: cinco anos.

Outros nomes: Eng. Ind. Madeireira; Eng. Ind. Mecân.; Eng. Ind. Mecân.

O que você pode fazer ?

Controle de qualidade

Supervisionar o processo de produção para garantir a qualidade do produto.

Máquinas e equipamentos

Projetar e supervisionar a construção de fábricas. Instalar máquinas e equipamentos necessários à implantação de indústrias.

Processos industriais

Gerenciar as diversas etapas doprocesso de fabricação, controlando o funcionamento das máquinas, os turnos de trabalho e a qualidade e o fluxo das matérias-primas.

Planejamento e controle da produção

Garantir a rentabilidade do processo produtivo, defi nindo os recursos que serão usados na fabricação, como máquinas, mão de obra, processos e softwares específicos.

Fonte: Guiadoestudante

Duvidas ?

Deixei sua pergunta em

comentario abaixo!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *