Engenharia – Engenharia Biomédica

Bacharelado

É a área da engenharia que cuida da concepção de equipamentos médicos, biomédicos e odontológicos, voltados para diagnóstico ou tratamento terapêutico. O engenheiro biomédico projeta a estrutura, desenvolve e monta os equipamentos e faz a sua manutenção corretiva e preventiva. Pode ainda calibrar e aferir os equipamentos médicos e eletromédicos. Como tem conhecimentos na área de informática e eletrônica, cria softwares e equipamentos eletrônicos que otimizam o uso das máquinas pelos médicos, enfermeiros e dentistas. Também pode gerenciar a área de compras de equipamentos médicos e planejar seu uso. Realiza ainda pesquisas científicas para a descoberta de materiais e instrumentos biomédicos. Esse bacharel atua em hospitais, clínicas médicas, centros de saúde, laboratórios farmacêuticos e de análises clínicas, serviços especializados em manutenção hospitalar e centros de pesquisa.

Dúvida do Vestibulando

QUAL É A DIFERENÇA ENTRE ENGENHARIA BIOMÉDICA E INFORMÁTICA BIOMÉDICA?

Os dois profissionais têm como principal objetivo aperfeiçoar os processos na área médica. O engenheiro biomédico é apto para desenvolver novos equipamentos, avaliar a qualidade da tecnologia aplicada à saúde, entre outras funções. Já o bacharel em Informática Biomédica é especialista no desenvolvimento de softwares e hardwares aplicados à área médica, tanto para potencializar o uso dos equipamentos como para auxiliar os profissionais da medicina no diagnóstico de pacientes.

O mercado de trabalho

São positivas as expectativas para o engenheiro biomédico, que ainda é um profissional novo no mercado de trabalho brasileiro – a primeira turma no país se formou em 2005. “Está em discussão no Congresso Nacional uma lei que obriga todos os hospitais a contratar pelo menos um engenheiro biomédico. Muitos hospitais já estão se preparando para essa obrigatoriedade, aumentando a demanda por esse especialista”, afirma Airton Martin, professor do curso da Univap, em São José dos Campos (SP). O profissional pode encontrar campo de trabalho no Hospital Albert Einstein, um dos mais conceituados de São Paulo, e na Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM). Nos hospitais e clínicas, ele é contratado para atuar na manutenção preventiva e corretiva dos equipamentos médicos. Já no setor industrial, a principal função desse engenheiro é desenvolver novos produtos na área médica. Outro possível campo de atuação é o acadêmico, para a realização de pesquisas. São Paulo, Minas Gerais e Pernambuco são os estados brasileiros que mais têm aberto postos de trabalho para esse bacharel. Registra-se a possibilidade de oportunidades em estados como Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Bahia.

Salário inicial: R$ 3.060,00 (6 horas diárias; fonte: Crea-SP).

O curso

O curso tem como caraterística a interdisciplinaridade fazendo interface entre engenharia e saúde. A grade curricular compreende matérias de ciências exatas, ciências médicas e biológicas. Em ciências exatas, estudam-se matemática, física, eletrônica, informática e tecnologia da computação. Já na área de saúde e ciências biológicas, constam na grade curricular disciplinas de anatomia, fisiologia, biofísica, bioquímica, biomecânica e telemedicina. O aluno também passa a estudar engenharia de software, circuitos elétricos, conversão de energia e termodinâmica. O estágio sempre é obrigatório, e as universidades exigem um trabalho de conclusão apresentado no último ano da graduação.

Duração média: cinco anos.

O que você pode fazer ?

Informática

Desenvolver bancos de dados e softwares para diagnóstico de doenças e realização de terapias.

Sistemas clínicos

Avaliar e especificar equipamentos que devem ser adquiridos pelos centros de saúde e odontológicos.

Equipamentos

Projetar, desenvolver, gerenciar e manter equipamentos odonto-médico-hospitalares, incluindo próteses e outros instrumentos de auxílio à locomoção.

Fonte: Guiadoestudante

Duvidas ?

Deixei sua pergunta em

comentario abaixo!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *