Engenharia – Ciências Aeronáuticas

É o uso de conhecimentos e técnicas na operação e manutenção de aeronaves e aeroportos. Tudo o que ocorre dentro de uma aeronave, da supervisão do trabalho da tripulação e do funcionamento dos equipamentos à comunicação com a torre de controle dos aeroportos, é responsabilidade do comandante. Também cabe a ele zelar pela manutenção do aparelho, verificando se as equipes em terra realizaram corretamente seu trabalho. Para ser piloto é fundamental ter raciocínio rápido, boa orientação espacial e ótimos reflexos. Por causa dessas exigências, todos os anos o profissional passa por uma avaliação de saúde, exigida pelo Comando da Aeronáutica, ligado ao Ministério da Defesa. Com conhecimento na área de administração, o bacharel em Ciências Aeronáuticas gerencia aeroportos, empresas de aviação e companhias aéreas.

Dúvida do Vestibulando

QUAL É A DIFERENÇA ENTRE CIÊNCIAS AERONÁUTICAS E ENGENHARIA AERONÁUTICA?

Basicamente, o curso de Ciências Aeronáuticas forma o piloto comercial, enquanto o engenheiro aeronáutico planeja e constrói aeronaves. O profissional de Ciências Aeronáuticas pode ainda trabalhar na área de gestão, na torre de controle dos aeroportos e supervisionar o trabalho das equipes em terra.

O mercado de trabalho

A aviação brasileira passa por ótima fase, reflexo dos investimentos crescentes na economia do país. “O Brasil conseguiu sobreviver à crise de 2009, e, em razão da manutenção do poder aquisitivo, o setor aéreo continuou a se expandir. Como a indústria cresce, mais voos são necessários para suprir essa demanda. E as companhias aéreas detectam a necessidade de ter recursos humanosqualificados”, afirma Hildebrando Hoffmann, coordenador do curso da PUCRS. Para ingressar na carreira como piloto é preciso somar muitas horas de voo, mas isso não impede que os iniciantes consigam boas vagas. O bacharel é contratado como copiloto pelas grandes companhias aéreas e pode começar como piloto de pequenas aeronaves e helicópteros nas empresas de menor porte. A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) procura esse profissional para atuar na parte administrativa, coordenando voos. É na Região Sudeste que está o maior número de oportunidades, com destaque para a capital de São Paulo, que concentra 60% do mercado.

Salário inicial: R$ 1.700,00 (aviação geral); R$ 4.500,00 (aviação comercial); fonte: prof. Hildebrando Hoffmann, da PUCRS.

O curso

O currículo é composto basicamente de matérias teóricas, como física aplicada, teo ria do voo, meteorologia, conhecimentos técnicos de aeronaves, regulamentos de tráfego aéreo, navegação aérea e infraestrutura aeroportuária, entre outras. O treinamento prático ocorre em sessões em simuladores de voo e em aeroclubes. Algumas faculdades exigem que o aluno tenha, antes de ingressar no curso, a carteira de piloto privado concedida pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Em outras, é possível optar pela formação específica de gestor de empresas aéreas ou piloto de aeronaves. No primeiro caso, você tem mais disciplinas ligadas à administração, como marketing aplicado ao transporte aéreo e desenvolvimento gerencial. Se escolher a segunda opção, deve estar preparado para despesas extras: a maioria dos cursos requer que o aluno cumpra um mínimo de 40 horas de voo. Algumas escolas também exigem que ele tire a carteira de piloto comercial, voando com o auxílio de instrumentos, para receber o diploma de bacharel, o que significa uma quantidade adicional de horas de voo.

Duração média: três anos. Outro nome: Ciên. Aeron. (pil. comercial).

O que você pode fazer ?

Comandante

Gerenciar todas as operações e atividades a bordo de uma aeronave, seja em voos nacionais, seja em internacionais.

Copiloto

Assessorar o comandante nas operações de bordo e substituí-lo no comando, se necessário.

Perícia e segurança de voo

Inspecionar e controlar as condições de segurança e investigar acidentes.

Piloto particular

Dirigir aviões ou helicópteros particulares, elaborando os planos de voo e comunicando-se com as torres de controle de aeroportos e de aeroclubes. Cuidar da manutenção e do abastecimento de aeronaves e verificar o cumprimento de normas de segurança.

Administrador aeroportuário

Gerenciar os serviços em aeroportos, da segurança dos passageiros e vendas de passagens aos serviços de informação e a colocação da carga nas aeronaves.

Fonte: Guiadoestudante

Duvidas ?

Deixei sua pergunta em

comentario abaixo!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *