Ampliação de Usina abre mais de 200 empregos. Veja como enviar currículo

O projeto de ampliação da usina termelétrica da Linhares Agroindustrial S/A, a Lasa, será apresentado hoje, às 14 horas, na sede da empresa com a presença do governador do Espírito Santo, Paulo Hartung. De acordo com o presidente da Lasa, Carlos Alberto Lacerda, durante as obras de ampliação serão gerados 200 postos de trabalho diretos – em diversas áreas – e após a conclusão serão abertas 40 oportunidades para atuar na indústria.
De acordo ainda com Lacerda Brandão, o investimento total da ampliação será de R$ 60 milhões sendo que destes, R$ 49 milhões serão oriundos de financiamento junto ao Banco do Nordeste. A unidade de geração que atualmente gera energia para uso exclusivo da produção industrial, garantindo sua autossuficiência durante o período da safra da cana-de-açúcar, passará por uma ampliação e aumentará sua potência instalada de 3,2 MW para 33 MW.
Lacerda Beltrão destaca que o projeto de expansão vai ampliar a disponibilidade de energia limpa. “Essa ampliação permitirá que a produção excedente de energia elétrica possa ser comercializado no Sistema Interligado Nacional, colaborando para a ampliação da disponibilidade de energia limpa 100% renovável na matriz energética brasileira”, afirma o presidente.
A central termelétrica Lasa é uma unidade de produção de energia elétrica que utiliza como combustível biomassa- bagaço da cana, consorciada com o aproveitamento da palha da cana- oriunda do processo de produção de etanol. A previsão é que a segunda parte do projeto fique pronta até 2018.
Ampliação se dará em duas etapas
A ampliação da usina termelétrica da Lasa se dará em duas etapas. Na primeira, operando com a caldeira existente, está prevista a produção anual de cerca de 65.000 MWh até 2017, energia suficiente para abastecer 31 mil domicílios ou uma cidade de cerca de 100.000 habitantes.
Na segunda etapa, prevista para 2018, com a instalação de uma nova caldeira, é esperada uma produção anual de cerca de 138.000 MWh, suficiente para abastecer uma cidade de 210.000 habitantes.
Lasa Agroindústria
Constituída em Linhares em 1974, por um grupo de empresários locais, a Lasa Agroindústria S/A tinha como atividade inicial a produção de açúcar. Em 1978, com a crise mundial dos preços do barril de petróleo, e a criação do programa Proálcool, do Governo Federal, os acionistas optaram pela produção do álcool carburante.
Adquirida em 1996 pelo Grupo JB com sede em Pernambuco, a Lasa produz atualmente álcool carburante hidratado utilizado em automóveis; álcool anidro usado como aditivo na gasolina, aguardente de cana, além de álcool neutro utilizado nas indústrias farmacêutica, cosmética e de bebidas. Na safra 2015/16 a Lasa colheu 640.000 toneladas de cana e produziu 40 milhões de litros de álcool.
Visionário, o Grupo JB criou em 2006 a Carbo Gás, e iniciou a produção de CO2 (Dióxido de Carbono) puro, grau alimentício, utilizando como matéria prima um subproduto da produção de álcool. O gás é utilizado em refrigerantes, cervejas e bebidas gaseificadas; tratamento de efluentes; extintores de incêndio; e, até aplicações medicinais. Hoje, a Carbo Gás de Linhares já produz 192 toneladas por dia de CO2 puro grau alimentício.
De maio a outubro, período de safra e moagem da cana, a empresa gera aproximadamente 1300 postos de trabalho. Já no período de entressafra, de novembro a março, emprega em média, 900 colaboradores no quadro fixo.
Responsabilidade Social
Preocupada com as questões ambientais, em 2005 a Lasa iniciou um programa de corte mecanizado visando à erradicação da queima da cana, essa mecanização já alcança atualmente 90% do canavial e a partir da safra de 2017 atingirá a meta de 100%. Essa iniciativa tem como principal objetivo a redução da emissão de particulados na atmosfera. Um Comitê Interno de Meio Ambiente atua constantemente com base no Código de Conduta Ambiental da empresa para oferecer suporte a todas as ações de melhoria no que se refere à Política de Meio Ambiente.
Os interessados deverão enviar os currículos para o endereço: rh2@grupojb.com.br
Fonte: Opetroleo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *