II Congresso Fluminense de Iniciação Científica e Tecnológica

 

II Congresso Fluminense de Iniciação Científica e Tecnológica acontece de 07 a 10 de junho na sede das três instituições parceiras.

O II Congresso envolve o 15º Encontro de IC da UENF, 7º Circuito de IC do IFF e 3ª Jornada de IC da UFF. Cerca de 700 bolsistas expositores estão sendo esperados no evento, que é aberto ao público.

A programação começou no dia 07 com a abertura, no Centro de Convenções da UENF. Quem fez a palestra da noite foi o Presidente do Instituto de Inovação e Sustentabilidade, Prof. Júlio Francisco Dantas de Rezende, com o tema “Cultura de inovação e sustentabilidade: desafios para iniciação científica”.

“Esse congresso é a culminância das pesquisas desenvolvidas pelos bolsistas de iniciação científica e seus orientadores apresentando os resultados que poderão contribuir com a sociedade. E a união das três instituições é uma vantagem porque fortalece os esforças nessa área”, destaca o Diretor de Pesquisa e Pós Graduação do IFF, Romeu Neto.

No período de 08 a 10 de junho, a programação será simultânea na sede das três instituições com palestras, minicursos e mesa redonda. No IFF, os eventos irão acontecer no auditório Cristina Bastos. No dia 08 teve mesa redonda de 09h15 ao 12h com o título “Energias Alternativas: Modelos de Desenvolvimento Sustentável”. A partir das 13h aconteceram os minicursos.

No dia 09, o tema da mesa redonda foi “Unidades de conservação e conflitos com a comunidade local”. E a partir das 13h aconteceram os minicursos e sessão de pôsteres.

No último dia, 10, a programação se concentra no Centro de Convenções da UENF com mesas de discussão com a participação de todos os que enviaram resumo para o Congresso, a partir das 09h; apresentação dos melhores trabalhos, a partir das 15h e às 18h acontece o encerramento com a entrega dos prêmios. A programação completa pode ser conferida no site do IFF: www.iff.edu.br.

II Confict – Encontros como esses fazem parte das exigências para manutenção dos programas de bolsas de iniciação científica. Momento em que os pesquisadores têm a oportunidade de apresentar seus trabalhos na forma oral e/ou pôster para a comunidade universitária e para o público em geral, além de serem avaliados por uma comissão externa composta por doutores/pesquisadores com bolsa de produtividade em pesquisa do CNPq.

O IFF, UENF e UFF possuem Programas de Bolsas de Iniciação Científica, que estimulam uma maior articulação entre os estudantes da graduação e a pós-graduação e o envolvimento de novos pesquisadores na formação acadêmico-científica desses estudantes.

Essas pesquisas envolvem interesse regional, estadual e nacional, sob a coordenação de professores orientadores e contribuem para o desenvolvimento regional, para o avanço técnico-científico do país, e para a solução de problemas nas suas áreas de atuação.

 

Fonte: IFF

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *